Viajar de avião com o seu PET

Ninguém gosta de deixar seu bichinho de estimação para trás quando surge uma viagem. Por isso, damos todas as dicas para você viajar com seus animais de uma forma bem tranquila!

Viajar de avião com seu animal de estimação é um pouco assustador, pela quantidade de legislações que devem ser cumpridas. Mas pode, também, ser mais fácil do que você imagina.

Quais são os documentos necessários?

Em voos domésticos

 

1) Atestado sanitário: garante que o animal está em boas condições de saúde, com validade de 10 dias após a data de emissão pelo veterinário.
2) Carteira de vacinação: documento obrigatório para todos os animais com mais de 3 meses de idade. A vacina deve ter sido aplicada há mais de 30 dias e há menos de um ano.
3) E o Passaporte para Transporte de Cães e Gatos, um documento oficial, emitido gratuitamente pelo Ministério brasileiro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Em voos internacionais

Além dos documentos citados acima, o dono também deve providenciar o Certificado Veterinário Internacional (CVI) e o Certificado Zoosanitário Internacional (CZI).

Os documentos devem ter validade de 60 dias a partir da data de emissão. Todos podem ser emitidos pela Vigiagro (Vigilância Agropecuária Internacional), órgão que faz parte do Ministério de Agricultura e Pecuária.

No entanto, essas regras estão sujeitas a alterações e é importante checar com a embaixada do país de destino quaisquer possíveis atualizações nas informações sobre o transporte de animais. (ICMBio).

Animal na Cabine

 

– Pode ser confirmado apenas 1 serviço de transporte de animal de estimação por passageiro adulto e algumas companhias restringem o valor total de pets na cabine;
– O peso máximo do animal de estimação não deve ser superior a 7kg, incluindo o kennel;
– O kennel deve ter um tamanho específico e que caiba sob o assento dianteiro do passageiro;
– O animal deve ter espaço suficiente para ficar de pé, se mover e dar uma volta em torno de si mesmo no kennel.

Compartimento de cargas

Cada passageiro pode transportar no máximo 2 animais de estimação no compartimento de cargas do avião.

– O animal deve estar em bom estado de saúde e se for fêmea não pode estar prenha;
– O animal não pode viajar sob o efeito de sedativos;

IMPORTANTE: Cada companhia aérea possui uma regra diferente e o passageiro deve se informar sobre o transporte de animais diretamente com a companhia aérea que está contratando com no mínimo 3 dias de antecedência.

Como preparar o animal de estimação para o avião

Se seu cão ou gato nunca viajou de avião antes, é bom treiná-lo para se acostumar ao kennel (caixa/bolsa de transporte de animais). Uma boa forma de treino é deixar o seu bicho de estimação dentro da caixinha por algumas horas, algumas vezes, em especial na semana anterior à viagem. No dia do voo, a dica é deixar o animal em jejum por pelo menos seis horas antes do início da viagem.

Dica Importante: Os cães de raças braquicefálicas (ou seja, que têm a cabeça curta) como pugs, buldogues, pequineses e também gatos persas, são proibidos de viajar em algumas companhias aéreas, além de não ser algo recomendável por veterinários. Por conta da raça, muitos deles tem problemas respiratórios, e ao viajarem de avião correm alguns riscos.

Quem Somos

A ZION TURISMO surgiu para trazer um conceito diferente em Consultoria de Viagens. O grande desafio da ZION TURISMO é fazer com que seus clientes se sintam seguros e assistidos, para que a sua viagem dos sonhos possa ocorrer conforme planejado, imaginado e sonhado.

CNPJ: 22.212.253/0001-61

Onde estamos

 

Copyright © 2020 – Todos os Direitos Reservados.